23.9.18

Presidenciável Ciro Gomes lotou a sede do PDT de Timon neste domingo 23


Foto: Reprodução
Do Blog Elias Lacerda - Na primeira visita de um candidato a presidência da república a Timon, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, lotou a sede do PDT local na manhã deste domingo (23). Acompanhado do presidente nacional do PDT, Carlos Luppi, do deputado federal e candidato a senador pelo Maranhão, Weverton Rocha, o presidenciável foi recebido na sede do partido em Timon pelo prefeito Luciano Leitoa, ex-prefeito Chico Leitoa e o deputado estadual Rafael Leitoa.

Depois de ouvir discursos dos presentes em defesa de sua candidatura, o presidenciável Ciro Gomes começou sua fala elogiando a história do ex-prefeito Chico Leitoa e disse que Luciano Leitoa foi um dos poucos prefeitos do Brasil a colocar ar condicionado nas escolas para pobres estudarem.

Ciro discorreu sobre o número de desempregados que cresce no país, as milhares de empresas que fecham todo dia, o crescente número de casos de violência contra a mulher, homossexuais e mais de 60 mil homicídios registrados nos últimos doze meses, além dos 63 milhões de brasileiros que estão endividados com o nome sujo no SPC e Cerasa, fatos que inquietam a nação e jogam desesperança na cabeça de muitos brasileiros.

O presidenciável disse que não é hora de aventuras, mas um momento de escolher quem tem experiência comprovada. Disse que já foi deputado estadual, federal, governador, prefeito e ministro nos governos Itamar e Lula, de onde saiu sem nenhuma mácula.

Bolsonaro, na visão de Ciro, aproveitou-se deste momento de crise na segurança para pregar soluções simplistas para problemas complexos atropelando direitos da mulher, de homossexuais e outras minorias. “Foi assim que o nazismo de Hitler nasceu e levou a morte mais de 70 milhões de pessoas na segunda Guerra Mundial”, disse.

O ex-governador do Ceará afirmou ainda que respeita Lula e foi seu ministro por anos, mas que o ex-presidente não é candidato e seu substituto Fernando Haddad deixou a prefeitura de São Paulo perdendo em todas as urnas em 2016. Disse que Haddad foi não ganhou entre a classe alta paulistana, média e nem na baixa.

Ciro Gomes disse que o Brasil tem as maiores riquezas naturais do mundo como ouro, diamante, petróleo e está na hora de unir o país, empresários, classe pobre e demais setores na construção de uma nação melhor para se viver.  “O voto deve ser dado pensando no futuro. Não desacredite no Brasil, meu irmão, mesmo que o cenário seja de crise. E acredite: este não é o momento de fazer experiência. Por isso eu peço, meu amigo, se tu queres compromisso com esse país e suas melhorias é aqui”, disse Ciro Gomes arrancando aplausos das centenas de pessoas presentes no PDT de Timon.

11.9.18

Com aval de Lula, Haddad é oficializado pelo PT candidato ao Planalto

Foto: Reprodução

(FOLHAPRESS) - A cúpula do PT aprovou por unanimidade o nome de Fernando Haddad como substituto do ex-presidente Lula na chapa do partido ao Planalto.

Em reunião nesta terça-feira (11), em Curitiba, a executiva nacional do PT chancelou, após carta enviada por Lula, Haddad como candidato oficial da sigla.

Na mensagem, Lula escreveu sobre o que chama de injustiça que vem sofrendo para deixá-lo fora da eleição, se disse indignado, mas ressaltou a importância da continuidade de seu projeto político com Haddad como candidato.

A mensagem do ex-presidente serviu para arrefecer qualquer resistência interna que ainda pudesse haver na sigla ao nome do ex-prefeito de São Paulo.
Uma ala do partido, ligada à presidente da sigla, Gleisi Hoffmann (PR), ainda queria adiar a troca para o dia 17 de setembro, o que desagradava aos aliados de Haddad.

Os dirigentes do PT farão uma pausa para o almoço e, às 15h, vão fazer um ato na frente da sede da Polícia Federal, onde Lula está preso, para oficializar a decisão.

3.9.18

Incêndio no Museu Nacional destrói coleções e exposições

Não há registros de vítimas, segundo assessoria da instituição
Foto: Credito: Vitor Abdala / Agência Brasil 
Por Renata Giraldi 

Agência Brasil - Informações preliminares sobre o incêndio que atinge na noite de hoje (2) o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte da capital fluminense, não deixou vítimas. Porém, destrói coleções inteiras e as exposições que estavam em duas áreas da frente do prédio principal.  

O incêndio que atinge o edifício histórico de 200 anos começou por volta das 19h30 deste domingo. De acordo com a assessoria de imprensa do Museu Nacional, as chamas atingiram as salas da administração, além dos locais em que havia exposições e coleções inteiras.

O levantamento completo do que está sendo destruído ainda não pôde ser realizado, porque o fogo é intenso no local e há riscos de explosões. De acordo com a assessoria, no momento em que houve o incêndio, os quatro seguranças que estavam no prédio conseguiram escapar.
O edifício foi residência da família real brasileira e tem um dos acervos mais importantes do país, são mais de 20 milhões de peças em distintas áreas.
Homens de quatro quartéis do Corpo de Bombeiros trabalham no local, que fica dentro do parque nacional da Quinta da Boa Vista. O prédio tem três andares e o fogo toma de conta de boa parte da construção.