25.7.11

DIGA NÃO AS DROGAS!



      “Quantos pais já perderam seus filhos para as drogas?... uma viagem sem volta. Há poucos dias presenciei algo curioso, e me deixou preocupado, e desolado ao presenciar o sofrimento de adolescentes e mãe, quando estas jovens lamentavam, (perdemos nosso pai que amava tanto, para as drogas). Retirei-me, sem que elas percebessem a minha angústia. E fiquei a me perguntar, por que uma pessoa já adulta se envolve com droga? Por que uma pessoa que diz amar também tanto a família, não tem força para lutar? Por que a droga rouba algo tão importante na fase de formação daquelas jovens, por quê???".

    ALERTA - ALCOOL: É uma droga depressora do Sistema Nervoso Central (que, em doses excessivas, diminui a percepção dos sentidos e altera a coordenação motora, o juízo e a memória). Pode causar lesão no fígado, coração e cérebro. O alcoólatra não consegue controlar o impulso de beber devido à dependência física.

CIGARRO: O fumo traz muitos males à saúde, tais como infarto, câncer do pulmão, da laringe, da faringe, da boca, bronquite, enfisema, etc... Filhos de mulheres que fumaram na gravidez têm desenvolvimento alterado, peso menor e parto prematuros. - O fumo está associado a: 120 000 mortes por ano no Brasil; 30% de doenças cardíacas 80% de mortes por câncer pulmonar, 84% de casos de câncer de laringe e 73% de casos de bronquites crônicas.

SOLVENTE OU INALANTE: São drogas depressoras que podem ser inaladas. São as drogas mais consumidas pelos estudantes brasileiros. Ex.: Éter, Clorofórmio, Gasolina, Tinner, Benzina, Cola de Sapateiro, Acetona, etc... A cola de sapateiro é a preferida por mais de 90% das crianças de rua. Podem levar a pessoa à morte.

SEDATIVOS OU CALMANTES: São medicamentos usados para diminuir a atividade cerebral. Os dois principais que podem provocar dependência são: Soníferos (hipnóticos ou barbitúricos) usados para eliminar a insônia, podem levar à morte se tomados em excesso ou junto com álcool, e os Ansiolíticos (tranqüilizantes) usados para acalmar as pessoas, e podem causar acidentes devido à diminuição de reflexos.

MORFINA E HEROÍNA: Também são drogas depressoras que podem facilmente conduzir uma pessoa a dependência.

COCAÍNA: É uma droga estimulante do Sistema Nervoso Central, que pode ser aspirada, injetada na veia ou fumada. Causa sensação de euforia que dura pouco tempo e depois vem uma forte depressão. As overdoses podem levar à morte. O crack é uma pedra de cocaína que é fumada, cujo uso está aumentando muito, principalmente entre os meninos de rua.

ANFETAMINAS: São drogas estimulantes também conhecidas como "bolinhas". Tem efeito muito semelhante ao da cocaína e, em doses excessivas, pode causar convulsões e alucinações. Causam insônia, então entre as drogas mais consumidas por estudantes em época de provas. São as drogas que podem causar o "doping” em jogadores e atletas. O uso prolongado das anfetaminas desenvolve dependência física e psíquica.

MACONHA: É uma droga perturbadora do Sistema Nervoso Central, pois provoca alucinações. Normalmente é fundada. Supõe-se que ela não leva à dependência física, mas pode conduzir a uma dependência psíquica. Na maconha, observa-se o fenômeno da tolerância. O haxixe é obtido das folhas da maconha, é fundado e pouco comum no Brasil.

COGUMELOS: Também são drogas perturbadoras ou alucinógenas. São extraídas de cogumelos, como a trombeta ou mescalina e a psilocibiana. Algumas plantas também têm efeitos alucinógenos, como a trombeta ou saia branca, a jurema e o caapi; do qual é extraído o chá do "Santo Daime".

LSD: É a sigla do ácido lisérgico, droga alucinógena extraída de um cogumelo. Não provoca dependência física, mas pode levar a uma dependência psíquica.

4 comentários:

  1. Olá!
    Vi que vc esteve no meu blog. Obrigada por sua visita. É um prazer vê-lo e tê-lo ali conosco.
    Vim devolver a visita e já estou lhe seguindo tb.
    Seu blog apresenta assuntos muito interessante eu gostei.
    Deus o abençoe!

    ResponderEliminar
  2. Olá amigo da paz !!!passando para retribuir sua visita .Gostei dos assuntos do seu blog, são bons..estou te seguindo também..DEUS te conceda graça e paz.

    ResponderEliminar
  3. Ola Amigo Batista. Ja senti de perto ter uma pessoa querida envolvida com a droga e não soube lidar com o problema...ele tinha dezenove anos quando morreu...
    Tenho pavor deste vicio terrivel que destroi as pessoas..aos poucos.
    Fique com Deus

    ResponderEliminar
  4. Delicada a atenção dedicada a este assunto, vez que tantos olhos viram-se para ele sem vê-lo de verdade..
    Não acredito, entretanto, ser uma viagem sem volta - a doença não pode matar a esperança.

    ResponderEliminar