27.3.12

Goela abaixo: Socorro escuta de Roseana que o candidato é Alexandre

Socorro discursa em Timon sem entender nada quando Roseana (de blusão florido) lhe enfiou Alexandre (na ponta esquerda de azul) goela abaixo como candidato do governo.

A prefeita Socorro Waquim(PMDB) começou a cair na real na manhã desta segunda-feira(26), ao ouvir da boca da própria governadora Roseana Sarney (PMDB) que o candidato a prefeito de Timon que terá apoio de seu governo será o deputado estadual Alexandre Almeida(PSD) e não um dos três que o casal Waquim (Socorro e Sétimo) prometeu escolher através de pesquisa.

Socorro Waquim será obrigada a engolir o deputado Alexandre Almeida. Como é de praxe, a prefeita que só vive cercada de aspones que só dizem amém, esnobou quando Alexandre anunciou por aqui que ele era o candidato de Roseana. Sempre pimpona e arrogante e no “mundo da lua”, a prefeita disse para o radialista Leite, do “Semana em Foco” da Timon FM, que quem conduzia o processo sucessório em Timon era ela e só ela.

Mesmo assim, a prefeita resolveu tirar a limpo esta conversa e conseguiu marcar uma audiência com a governadora nesta segunda-feira (26), o que foi atendida prontamente. Ainda “viajando” Socorro nem desconfiou porque sua audiência foi marcada tão rápido – de 6ª. para 2ª. feira -, mal sabendo ela que era a própria governadora Roseana quem queria falar com ela para lhe comunicar a decisão de apoiar Alexandre.

Segundo o blog Ludwig Almeida, a prefeita Socorro Waquim ainda tentou ensaiar para a governadora a lenga-lenga, o “de agá” de que o candidato estava sendo escolhido entre os pré-candidatos do PMDB, Tales, Edivar e Irmão William, embora todos saibam em Timon que os dois últimos fazem papel de besta. Roseana foi curta e grossa com Socorro: “Quem conduz o processo seu eu!”

A prefeita esperava também na audiência conseguir o restante do dinheiro para asfaltar a cidade, obra que ela reiniciou “enes” vezes e não saiu dos buracos. Voltou com as mãos abanando e com um candidato atravessado na garganta.
portalhoje.


1 comentário:

  1. Coisas da política, ou melhor, da politicagem. Infelizmente existem as facilidades nesse meio.

    ResponderEliminar