7.1.13

Luciano Leitoa paga salários atrasados da educação esta semana

Dinair Veloso
Atendendo determinação do prefeito de Timon Luciano Leitoa, a secretária municipal de Educação, Dinair Veloso já providenciou o pagamento dos salários atrasados dos professores efetivos de sua pasta. Serão investidos cerca de R$ 2 milhões no pagamento da folha de novembro.  O depósito na conta dos servidores só depende apenas da burocracia bancária.

O fechamento de todas as folhas de pagamento não foi finalizado ainda devido a falta de informações sobre o real estado da secretaria. Porém, em um levantamento preliminar, a secretária encontrou débitos em torno de R$ 14 milhões deixados pelo governo anterior apenas para o pagamento de pessoal.

A secretária não detectou ainda o débito exato e a quantidade de servidores contratados que estão com os salários em atraso, exatamente porque a ex-gestora da educação mandou formatar os computadores que tinham estas informações.

Para pagar os cerca R$ 14 milhões em salários atrasados, Dinair disse que encontrou apenas cerca de R$ 2,9 milhões do Fundeb depositados no banco. É com este dinheiro que Dinair, atendendo determinação do prefeito Luciano, vai poder pagar o mês de novembro dos servidores e professores efetivos.

“Já finalizamos todos os procedimentos para o pagamento do salário do mês de novembro de todos os servidores efeitivos da Educação. O crédito na conta vai depender apenas do processo bancário”, assegurou ao informar que os outros pagamentos atrasados, só poderão ser feitos após a conclusão do levantamento da verba do Fundeb que foi transferido para Timon até o final da gestão passada.

“O certo é que não poderemos utilizar a verba do Fundeb de 2013 para custear débitos salariais do ano anterior”, concluiu a secretária de Educação.

(Secom da Prefeitura de Timon)

1 comentário:

  1. Oi amigo, tudo bem? Vim visitar teu blog e aproveito para dizer que voltei a postar em meu blog. Convido-te a fazer uma visitinha, pois estás fazendo muita falta. Aguardo-te. Abraços do amigo Bicho do Mato.

    ResponderEliminar