12.9.13

Flagra:médicos operam usando lanterna na Evangelina Rosa

Imagens exclusivas mostram os profissionais trabalhando no escuro. Ernani Maia diz que não sabia dos problemas.

A TV Cidade Verde exibiu imagens exclusivas de médicos usando lanternas durante cirurgia na Maternidade Evangelina Rosa. Ontem foi divulgado que 32 médicos protocolaram junto ao Ministério Público Estadual denúncias de falta de condições de trabalho. 


Entre as queixas dos profissionais está a superlotação de pacientes e a falta de material básico como luvas, fios e pinças. Os médicos chegaram a afirmar que precisam escolher quem vai ser atendido ou não.


Em outra imagem, os médicos aparecem trabalhando em uma bancada no escuro. O secretário estadual de Saúde, Ernani Maia, afirmou, em entrevista ao Notícia da Manhã, que convocará a direção da maternidade para uma reunião e que não tinha conhecimento do acontecido, já que a maternidade possui gerador de energia. 


"Até o momento não tenho nenhuma informação sobre isso. O que posso dizer é que já convoquei todos os aprovados no último concurso, mas alguns não puderam assumir por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal", disse o gestor, emocionalmente alterado com a denúncia.

Em documento apresentado ao MPE, os médicos afirmam que a maternidade virou uma "bomba relógio"

Ernani defende que o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, que atualmente é de 60%, passe para 80% para que mais médicos possam assumir os cargos. 

HEDA

O secretário de Saúde considerou a situação do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, em Parnaíba, "um verdadeiro absurdo" e afirmou que existe uma auditoria permanente desde o começo de sua gestão. "Isso porque 75% dos brasileiros está insatisfeito com o SUS, ou pela demora no atendimento ou pela corrupção".


Ernani acrescentou que a enfermeira Clara Leal chega essa manhã ao hospital para assumir a direção e que fez um convite ao promotor de Parnaíba para uma reunião em Teresina, na qual serão discutidos os assuntos relacionados ao HEDA e à Saúde do município.

Sem comentários:

Enviar um comentário