6.9.13

Secretário de Luciano Leitoa na mira da Polícia Federal

O Instituto Brasil Voluntário - Bravo – ONG presidida por Saney está sob suspeita de fraude com verba federal.


Do blog Neto Ferreira


Saney Sampaio, secretário de
 Luciano Leitoa.
O ex-deputado estadual Luciano Leitoa (PSB), quando assumiu a Prefeitura de Timon se comprometeu com a população de que sua administração seria a base da transparência com uma “digna” equipe de secretariado.
Mas, ao que parece, não passaram de palavras jogadas ao vento.
Um dos exemplos da dignidade da gestão de Leitoa tem nome e sobrenome: Saney Santos Sampaio, secretário Chefe da Casa Civil que também vem acumulando a Secretaria de Ação Social, ambas de Timon.
Saney Santos que, diga-se de passagem, pode está no alvo da próxima Operação da Polícia Federal decorrente um suposto esquema no programas de qualificação de jovens para o primeiro emprego.
O Instituto Brasil Voluntário – Bravo – ONG presidida pelo secretário de Timon que teve como padrinho no Ministério do Trabalho o deputado federal Weverton Rocha (PDT), antes assessores especial de Lupi.
Mesmo sabendo das graves acusações referentes a convênio firmado em dezembro de 2007, de mais de R$ 2,1 milhões, que foi prestado contas de apenas R$ 800 mil, Luciano Leitoa, filho do ex-deputado Chico Leitoa, mantém em sua administração com fortes poderes Saney Santos.
No Relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) que foi divulgado detalhes no Blog do Neto Ferreira (reveja), Saney aparece como peça fundamental da Ong que está sob suspeita de usar a verba do convênio do Ministério do Trabalho em outras finalidades, o que resultou na inadimplência do Instituto Brasil Voluntário.
Se for constatado nas investigações o crime de corrupção e lavagem de dinheiro entre outros, a Polícia Federal poderá desencadear uma mega operação que deve abalar as estruturas da cidade administrada por Luciano Leitoa.

Sem comentários:

Enviar um comentário