16.11.13

PF LEVA CONDENADOS DA AP 470 PARA BRASÍLIA


O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-presidente do PT José Genoíno embarcaram às 14h15 no avião da Polícia Federal, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo; antes de chegar a Brasília, a aeronave busca os condenados que estão na capital mineira: José Roberto Salgado, ex-vice-presidente do Banco Rural; o publicitário Marcos Valério; Kátia Rabello, ex-presidente do Banco Rural; o ex-deputado federal Romeu Queiroz (PTB-MG); Ramon Hollerbach e Cristiano Paz, ex-sócios de Marcos Valério; e Simone Vasconcelos, ex-funcionária de Valério

Da Agência Brasil*
Brasília e São Paulo - O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-presidente do PT José Genoíno embarcaram às 14h15 no avião da Polícia Federal, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Eles serão transferidos para Brasília junto com outros sete réus que estão em Belo Horizonte (MG), e também foram condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Antes de chegar a Brasília, a aeronave deverá buscar os condenados que estão na capital mineira. A transferência é feita porque cabe ao juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal executar as penas. No entanto, os réus poderão pedir para cumprir a pena nas cidades onde moram.

As prisões dos condenados foram decretadas ontem (15) pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. O último réu a apresentar-se à Polícia Federal foi o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, nesta manhã, em Brasília. Os outros réus se entregaram nesta sexta-feira. Dos 12 mandados de prisão emitidos, 11 foram cumpridos. O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato não foi preso.
Sete réus apresentaram-se ontem à Polícia Federal em Belo Horizonte (MG): José Roberto Salgado, ex-vice-presidente do Banco Rural; o publicitário Marcos Valério; Kátia Rabello, ex-presidenta do Banco Rural; o ex-deputado federal Romeu Queiroz (PTB-MG); Ramon Hollerbach e Cristiano Paz, ex-sócios de Marcos Valério; e Simone Vasconcelos, ex-funcionária de Valério.
Dois réus se entregaram em São Paulo: o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, e o ex-presidente do PT e deputado federal (SP) José Genoíno. Jacinto Lamas, ex-tesoureiro do PL (atual PR), e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares apresentaram-se em Brasília.

Sem comentários:

Enviar um comentário