16.12.13

Panfletagem orienta população a prevenir assaltos neste fim de ano

Operação Natal Seguro, liderada pela Polícia Civil, inicia nesta segunda-feira (16) no Centro de Teresina.

Primeira ação acontece por volta das 12h, na agência do
 Banco do Brasil da Rua Álvaro Mendes (Foto:Igor Prado)
Representantes da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí, em parceria com a Polícia Civil, iniciam nesta segunda-feira (16) a Operação Natal Seguro. O público-alvo desta ação são os cidadãos que buscam o Centro de Teresina para fazer suas compras de fim de ano. A primeira intervenção acontece por volta das 12h na agência-sede do Banco do Brasil, na Rua Álvaro Mendes.
De acordo com o delegado geral James Guerra, a Operação Natal Seguro repassará dicas de comportamento à população a fim de evitar que sejam feitas novas vítimas de furtos e roubos. “A Operação Natal Seguro consiste no fato de a Polícia Civil orientar, através de panfletos e do sistema de mídia, várias dicas para que a população evite furtos e roubos que acontecem mais frequentemente no Centro de Teresina”, explica.
James Guerra descreve que uma das dicas que serão repassadas à sociedade diz respeito ao momento de se efetuar uma transação bancária. “Muitas pessoas, quando vão ao banco, deixam seu iPad, iPhone ou notebook, na parte interna do veículo e, normalmente, o criminoso tem uma espécie de luz azul que ele coloca contra o vidro e vê o que tem lá dentro. Então nós orientamos que ao invés de deixar seus pertences na parte interna do carro, as pessoas coloquem no porta-malas, pois assim você evita a ocorrência desse furto”, orienta.
Segundo o delegado geral, além da panfletagem que se estende até o dia 30 de dezembro, a Polícia Civil irá reforçar a presença dos seus agentes nas ruas do Centro de Teresina. A intenção é reduzir ainda mais as ocorrências de furtos e roubos na região.
“A Polícia Civil estará presente no Centro de Teresina, porque nós contatamos que houve uma redução de furtos e roubos na área do 1º DP e que toda vez que nossos agentes têm uma presença mais ostensiva, com a Delegacia Móvel nas ruas e com policiais cobrindo ocorrências no Centro, estes registros chegam a reduzir 16%”, revela.

Sem comentários:

Enviar um comentário