24.8.14

SABATINA 180: 'Vamos legalizar e controlar qualquer droga'

Candidato Daniel Solon (PSTU)
O candidato Daniel Solon (PSTU), foi o quarto entrevistado na Sabatina 180. Solon esteve na sede do 180, onde durante mais de uma hora falou sobre diversos temas polêmicos e criticou seus adversários.
Um dos pontos fortes da entrevista diz respeito a legalização das drogas. O candidato afirma que uma das melhores formas de combater o tráfico e acabar com o monopólio da droga que está concentrado nas mãos de vários traficantes, é legalizar o uso de qualquer droga, mas que o estado deverá manter um controle sobre a qualidade da produção.
Por outro lado, o candidato atacou ferozmente, os adversários Zé Filho (PMDB), Wellington Dias (PT) e Mão Santa (PSC). Segundo ele, todos fazem parte do mesmo grupo político e governam para os ricos. Solon atacou a maneira com é gerida a saúde, a educação, a segurança, e as demais áreas. Entre as diversas acusações, o candidato acusa ainda o ex-governador Wilson Martins (PSB), de ter comprado uma vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) e dado para a esposa, a ex primeira-dama Lílian Martins. Firmino também foi alvo do candidato. De acordo com Daniel Solon, o prefeito contratou empresas sem licitação após ter recebido doações para sua campanha vitoriosa de 2012.
ASSISTA COMO FOI A ‘SABATINA 180’
CONFIRA A ‘SABATINA 180’ NA ÍNTEGRA
180 - Quem é o senhor? Como pessoa e como político? O senhor é piauiense?
Solon - Meu nome é Daniel Solon, sou militante do PSTU desde 1997, antes disso eu militei no PT, dois anos antes, comecei na política ainda na adolescência, participando de lutas como o ‘Fora Collor’, em Sobral no Ceará, onde eu nasci. Lá também participei da luta estudantil contribuindo no processo de criação da União Municipal dos Estudantes Secundaristas, e em 94 vim à Teresina para estudar Comunicação Social e a partir daí, do curso da UFPI, ingressei no movimento estudantil da universidade, fui diretor do DCE, e me formei em Jornalismo, depois fiz especialização em Comunicação, mestrado, trabalhei em alguns jornais aqui de Teresina, como o Meio Norte, o Diário do Povo, Jornal Agora, em algumas assessorias de imprensa de sindicatos [...],

Sem comentários:

Enviar um comentário