21.2.15

CPI da Petrobras quer convocar José Dirceu, Palocci e João Vaccari

PSDB prepara ofensiva assim que a comissão iniciar os trabalhos na Câmara, na próxima quinta-feira

Dirceu prestou consultoria para empreiteira investigada na Lava-Jato
A oposição ao governo federal se articula para intensificar o ataque à presidente Dilma Rousseff logo no início da nova CPI da Petrobras, que será instalada na quinta-feira. O líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP), informou que vai propor aos demais líderes oposicionistas uma série de requerimentos de quebra de sigilos, convocações e compartilhamento de documentos a serem protocolados no colegiado. O principal objetivo é aprovar a convocação dos ex-ministros José Dirceu e Antônio Palocci, além do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.

A sigla também tentará criar três subrrelatorias, com o intuito de conferir maior agilidade aos trabalhos. São elas: Sistematização, com o objetivo de organizar todo o acervo probatório da comissão; Operacional, que conduzirá a investigação propriamente dita; e Núcleo Político, a fim de apurar a atuação de agentes políticos na organização criminosa que se instalou na petroleira.

“As investigações que estão em curso mostram que a maior estatal brasileira foi alvo de um esquema criminoso, que desviou bilhões de reais e que atuava de forma organizada e sofisticada. O que a sociedade espera saber é onde os recursos foram parar e quem se beneficiou dessa roubalheira sem precedentes na história”, afirmou Sampaio. (Correio Braziliense)

Sem comentários:

Enviar um comentário