12.3.15

RÁDIOS COMEÇAM A SE ENGAJAR NA MANIFESTAÇÃO CONTRA DILMA

Na Jovem Pan, Joseval Peixoto (centro) incentiva o protesto
Nelson De Sá
Folha
Ao som de marcha militar, o locutor da rádio Jovem Pan de São Paulo saudou que “o ‘Fora Dilma’ virou clamor do povo brasileiro”, que agora “não é apenas nos Jardins”. Que “o povo soltou a voz”. “O Brasil será diferente depois do domingo”, falou Joseval Peixoto. “Há uma marcha marcada, o povo clamando, num momento histórico da sociedade brasileira.”
A TV está longe de tamanho engajamento, mas enfatizou nesta quarta (11) um novo indício de que a insatisfação com o governo federal, sobretudo em São Paulo, já não está “apenas nos Jardins”.
“Jornal Nacional”, GloboNews e outros mostraram a madrugada de universitários de baixa renda que precisam se cadastrar no financiamento federal. Na manchete do telejornal, “Os problemas na internet persistem, e estudantes dormem na fila para concluir a inscrição no Fies”.
O canal de notícias destacou uma jovem em revolta, Renalidy Silva, que tinha a segunda madrugada de frio pela frente, em São Paulo.
Mais significativo, talvez, pela capacidade de mobilização que as redes sociais tiveram no fim de semana do panelaço, foi apresentado estudo da FGV sobre o tema.
“O Fies está movimentando as redes”, falou a apresentadora Leilane Neubarth, da GloboNews. “Foram mais de 22 mil menções só nos últimos três dias.” Num mapa, destacaram-se São Paulo e Rio, mas também Belo Horizonte, Brasília e até Belém. “Vamos agora à nuvem de palavras. Aqui a gente vê bem os termos: atrasa, aula, problemas, universidades.”
SEM-TERRA
Por outro lado, na manchete do “Jornal da Record”, abrindo a escalada, “Sem-terra fazem manifestações e bloqueiam estradas pelo país”.
O telejornal mostrou as bandeiras vermelhas do MST no Rio Grande do Sul, no Rio, em Minas Gerais e Sergipe. Mas neste último Estado, o congestionamento teria provocado um acidente – e “três pessoas morreram carbonizadas”.
Tribuna da Internet

1 comentário:

  1. Conjuntura política e econômica é de difícil análise, por que envolve questões complexas e muitos interesses. Hoje ouvindo que o congresso só vai vota o orçamento de 2015 na terça-feira pensei "devem estar esperando para ver a manifestação". Um abraço Batista seu texto está muito bom.

    ResponderEliminar