11.4.15

MICHEL TEMER JÁ SE SENTE COMO PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Carlos Newton
Como dizia Vinicius de Moraes, “de repente, não mais que de repente”, a presidente Dilma Rousseff entregou o governo e passou a ser a nova versão da rainha da Inglaterra, que reina mas não governa, nem política nem economicamente.
O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, não dá a menor importância à presidente da República. Pelo contrário, vive a desmoralizar a imagem dela, depois pede desculpas e estamos conversados.
Ciente de que perdeu toda a força política (se é que já teve alguma força política…), Dilma Rousseff foi obrigada a chamar o vice-presidente Michel Temer para lhe entregar a Articulação Política do governo, depois de deixá-lo à margem do poder por longos 4 anos.
Temer é um profissional, não passa recibo. Como professor de Direito Constitucional, sabe que tem obrigação de obedecer à presidente, e faz isso com prazer, para ir assumindo o poder aos pouquinhos, saboreando cada instante. Enquanto Dilma desce, Temer sobe, inexoravelmente.
RAINHA DILMA
Não há dúvidas de que a rainha Dilma já não governa mais. Simplesmente, terceirizou a administração pública, entregando-a ao PMDB, que já dominava o Legislativo e rapidamente passou a comandar também o Executivo. Aonde isso vai dar, ninguém sabe, porque até hoje não inventaram a convivência pacífica entre partidos políticos, quando se trata de disputa direta de poder.
É tudo uma questão de tempo. Já se sabe que o PT está podre e o governo, também. A cada dia aumentam os problemas, sem que apareça a menor possibilidade de serem solucionados. A cúpula do governo assiste ao cerco se apertando, sem conseguir esboçar reação. É como a famosa tortura chinesa, que vai apertando um pouco a cada dia, num processo desesperador.
SUCESSÃO DE ESCÂNDALOS
Além da desmoralização da Petrobras, já temos uma sucessão de escândalos: o caso do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, a Eletrobrás, os fundos de pensão, o BNDES, o Conselhinho da Comissão de Valores Mobiliários, o chamado Sistema S, é um nunca-acabar que vai destruindo as bases do governo, num processo inexorável.
No desespero, a presidente Dilma Rousseff se vê obrigada a recorrer a Lula, que na verdade é seu pior inimigo e apenas tenta salvar o governo do PT, pouco ligando para ela. Mas acontece que Lula também está com validade vencida, não tem a menor condição de resolver a crise, está tão perdido e envolvido quanto ela.
TERCEIRIZAÇÃO
A solução desesperada foi terceirizar o governo para o PMDB, que também está envolvido na corrupção, mas em escala muito menor, e até agora o vice Michel Temer não foi atingido. Ele já está de mudança para seu gabinete no Anexo I da Câmara dos Deputados, de onde comandará o circo da política, mudando o eixo do poder para o Congresso.
A destruição do governo e do PT é só uma questão de tempo. Com aliados como Michel Temer, Renan Calheiros e Eduardo Cunha, a presidente Dilma Rousseff nem precisa de inimigos e realmente está com seus dias contados. Vai ficar na História como a Viúva Porcina da política, “aquela que foi sem ter sido”, como dizia o escritor Dias Gomes.
Tribuna da Internet

Sem comentários:

Enviar um comentário