25.4.15

Vereadores cassam prefeito acusado de matar esposa em Lagoa do Sítio

O prefeito de Lagoa do Sítio, José de Arimatéas Rabelo, o Zé Simão (PT), que está preso acusado de matar a mulher, Gercineide Monteiro, em fevereiro, foi cassado em sessão extraordinária realizada nesta sexta(24) na Câmara de Vereadores da cidade. 
Gercineide Monteiro foi encontrada morta no dia 10 de fevereiro com um tiro na cabeça. O marido e a doméstica que trabalhava na casa, Noêmia Maria da Silva Barros, 43 anos, estão presos até hoje acusados do crime. 
O presidente da Câmara, vereador Francisco Itamar dos Reis (PT), disse que foram votados quatro itens que continham em um relatório feito pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com cerca de 280 páginas. 
“Em dois itens foi unânime pelos nove vereadores que foi a acusação do assassinato da esposa e os empréstimos consignados que os valores não foram repassados à Caixa. Em outro item, da construção de uma pista de rally foi 8 a 1 e sobre o afastamento da cidade por mais de dez dias foi 7 a 2”, explicou o presidente da Casa. 
Segundo Francisco Itamar, todos os prazos foram estabelecidos e a decisão será publicada no Diário Oficial do Município e informa para a Justiça Eleitoral que deverá cassar o diploma do prefeito. 
“Obedecemos todos os prazos, ele teve direito a ampla defesa, inclusive com o advogado Gilberto Nogueira Castelo Branco participando da sessão e tendo duas horas para expor seus argumentos”, afirmou. 
O agora ex-prefeito Zé Simão pode recorrer da decisão junto ao Tribunal de Justiça. 
Prefeito empossado
Na mesma sessão, o prefeito interino Antônio Benedito de Moura (SD), o Antônio Ditoso, foi empossado definitivamente. Ele era vice-prefeito de Zé Simão e já exerce cargos públicos há sete mandatos consecutivos em cidades da microrregião de Valença. 

Fonte: cidadeverde

Sem comentários:

Enviar um comentário