21.5.15

Felipe Mendes assume Codevasf e diz que maior desafio será a crise hídrica

                                                                                                                                                   Imagem: Reprodução

O novo presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), economista piauiense Felipe Mendes, tomou posse na tarde desta quinta-feira (21) afirmando que seu maior desafio será encontrar soluções para a crise hídrica. A solenidade aconteceu no gabinete do ministro da Integração, Gilberto Occh e contou com a presença do governador Wellington Dias, senadores e deputados federais.
Felipe Mendes afirmou que é preciso impor maior racionalidade na gestão da água, além da eficiência na aplicação dos recursos disponíveis, busca de novas fontes de financiamento e articulação  com outras instituições federais, estaduais e municipais e entidades privadas serão alguns dos objetivos da sua gestão.
O presidente pediu ainda apoio dos congressistas para obter maior vinculação  da receita tributária da Lei Orçamentária Anual para a Companhia, hoje estimada em menos de 1%. "O trabalho desenvolvido pela Codevasf depende dos seus próprios esforços e do apoio que receber de todos os congressistas", frisou.
O governador Wellington Dias destacou que este é um momento desafiador para o Brasil e para o mundo, mas também de grandes conquistas. Ele citou a aprovação, no Senado, da PEC da Irrigação. "Projeto que destaco como fundamental para o Brasil, para as regiões com irregularidades de chuva, como no semiárido, que cria o Fundo e o Programa Nacional de Irrigação e é fundamental para a convivência com a seca", declarou.
O Ministro da Integração reiterou o apoio à Companhia é disse apostar na ampliação da sua área de atuação no Brasil. "É uma empresa fundamental para as ações capitaneadas pelo Ministério da Integração, em especial a revitalização das bacias, um investimento de mais de R$ 2,8 bilhões", declarou, apontado a crise hídrica, a operacionalização do Projeto de Integração do São Francisco (que deve ser formalizado para 10 anos) e a obra da transposição do Rio São Francisco como os maiores desafios para o Ministério da Integração.
A Codevasf atua em cerca de 1,1 milhão de quilômetros quadrados nos estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco. Alagoas, Sergipe, Maranhão, Piauí e Ceará, com uma população da ordem de 30 milhões de pessoas em 883 municípios, com foco nos Vales do São Francisco, do Parnaíba, do Mearim e do Itapecuru.
(Com informações da Ccom)
###

Sem comentários:

Enviar um comentário