16.7.15

Flávio Dino e Wellington vão construir duas pontes e unir rodoanel com Timon

                                                                                                                                                                            Foto: Wilson Filho/Cidadeverde
Os governadores do Piauí (Wellington Dias) e Maranhão (Flávio Dino) firmaram um acordo para a construção de duas pontes unindo Teresina e Timon. Uma delas vai ligar o rodoanel da capital piauiense com o anel viário que está sendo construído no município maranhense. A intenção é resolver o problema de congestionamento nas BRs que cortam as duas cidades. O acordo foi firmado na presença do prefeito de Teresina Firmino Filho e de Timon, Luciano Leitoa, em reunião no Palácio de Karnak.

Uma das pontes será construída na região do Polo Industrial, ligando o rodoanel de Teresina ao anel viário de Timon. A obra na cidade maranhense tem 100 km e foi orçada em R$ 150 milhões. Vai da zona urbana até o povoado Baú, próximo a Caxias. O empreendimento une no trecho urbano de Timon, as BRs 226 e 316. Flávio Dino disse que tem todo interesse no projeto e que vai buscar recursos do Governo Federal via Codevasf, além de parcerias público privadas.

A outra ponte será construída na avenida Alameda Parnaíba, próximo ao Iate Clube, na zona norte de Teresina, com orçamento no valor de R$ 70 milhões. O objetivo é desafogar o tráfego na Ponte Metálica. Wellington Dias informou que será feito um estudo de viabilidade econômica para realizar uma parceria público privado na obra.

“Com participação do setor privado e isso também nos impõe uma obra que os prefeitos (Firmino Filho e Luciano Leitoa) nos trouxeram aqui que é a ponte da Alameda Parnaíba. Faríamos uma ligação com uma área onde a prefeitura de Timon está construindo um programa de habitação na cidade”, disse Wellington Dias, destacando que o setor privado ficaria responsável pela construção da ponte.

“Há benefício para todos. O setor privado realizaria a obra e poderia com isso a cobrança de pedágio que pudesse viabilizar num custo baixo, considerando que o volume é grande e é claro que a gente protege a população de Timon como de Teresina nessa cobrança de pedágio”, finalizou o governador do Piauí.

Fonte: cidadeverde

Sem comentários:

Enviar um comentário