23.2.16

Cristovam Buarque diz que o grande crime de João Santana foi o 'marketing mentiroso'

Da Agência Senado

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) afirmou que a prisão de João Santana, marqueteiro da campanha da presidente Dilma Roussef, é uma das maiores surpresas da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. Para o senador, é surpreendente que João Santana esteja sendo processado por ter recebido dinheiro que, aparentemente, saiu de propina e foi depositado ilegalmente em contas no exterior.
É que, na avaliação de Cristovam Buarque, o grande crime de João Santana foi o golpe aplicado no país com o "marketing mentiroso" na campanha de 2014, que usou da mentira para manipular e enganar o eleitor.
- Espero que a gente desperte para este outro crime que não está aparecendo, o crime da marquetagem, o crime do ilusionismo,  o crime da mentira, que corrói e corrompe o processo democrático de uma forma tão grave ou até pior que caixa dois, do que propina, do que tudo isso, que é grave, mas gera menos problemas. Por isso, precisamos precisar parar com este instrumento na política brasileira - afirmou o senador.
Cristovam Buarque entende que a campanha eleitoral precisa ser mais transparente e que o carisma, o discurso e as propostas dos candidatos sejam os elementos que determinem o vencedor.

Sem comentários:

Enviar um comentário