6.2.16

Grand Slam de Paris 2016 - Sarah Menezes vence rival pela primeira vez e fatura bronze

Haruna Asami já foi o calo na vida de Sarah Menezes. Desde 2010, as duas judocas já haviam se enfrentado seis vezes, duas delas em finais e outras quatro em semifinais de importantes torneios do judô mundial. Em todas as ocasiões, a japonesa levou a melhor. Mas hoje, na França, a brasileira se deu bem. 
O confronto no Grand Slam de Paris foi equilibrado e decidido por apenas um Yuko de vantagem, a menor pontuação do judô. Mas foi o suficiente para Sarah Menezes faturar a medalha de bronze no torneio - a terceira consecutiva em torneios internacionais, desde dezembro de 2015 (foi bronze no Grand Slam de Tóquio e ouro no Grand Prix de Havana). 
O resultado rendeu para a piauiense mais 200 pontos no ranking mundial. Oitava colocada na lista, Sarah Menezes deve subir posições, uma vez que estava apenas três pontos atrás da sétima colocada, justamente a japonesa Asami (1.510 contra 1.507 pontos). 
O ouro ficou com Otgontsetseg Galbadrakh, do Cazaquistão, que derrotou na final a atual líder do ranking, Urantsetseg Munkhbat, da Mongólia, em uma decisão que deixaria qualquer narrador brasileiro em desespero pelo nome das atletas. O outro bronze foi para Eva Csernoviczki, da Hungria.  
Antes de Paris, as duas judocas haviam se enfrentado em dezembro de 2015, no Grand Slam de Tóquio. O confronto foi equilibrado. Sarah vencia a luta por um wazari e sofreu um golpe de mesmo valor faltando poucos segundos para o fim. O resultado foi definido nos critérios de desempate e a brasileira perdeu pelo número de punições sofridas. Depois, a piauiense conquistou a medalha de bronze. 
Fonte: cidadeverde

Sem comentários:

Enviar um comentário