26.2.16

Transporte público de Teresina entra em greve e 30% da frota deve circular

Motoristas e cobradores cobram cumprimento no reajuste salarial de 12%.
Mais de 200 mil passageiros são prejudicados com a paralisação.



Os trabalhadores do sistema de transporte público de Teresina entraram em greve por tempo indeterminado, desde às 0h desta sexta-feira (26), e apenas 30% da frota continua circulando. Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários (Sintetro), Francisco das Chagas, a categoria cobra melhorias nas condições de trabalho e cumprimento no reajuste salarial.

"Tínhamos feito um acordo coletivo para reajuste linear de 12% para o salário, ticket alimentação e plano de saúde. Somente o primeiro mês foi pago e agora em fevereiro os empresários retroagiram, então decidimos em assembleia no início da semana que vamos entrar em greve para resolver esse problema. Além disso, há diversas melhorias que pedimos e que não estão acontecendo", declarou.

Entre as outras reivindicações da classe estão a entrega de fardamentos, cumprimento do pagamento das férias, plano de saúde, fim do pagamento por parte dos cobradores em caso de assalto aos ônibus e melhorias nas condições precárias dos terminais de ônibus.

Ao todo, Teresina possui uma média de 2,5 mil trabalhadores no transporte público, envolvendo motoristas, cobradores, fiscais e mecânicos. No dia 19 de fevereiro, os trabalhadores realizaram uma paralisação no centro da capital, como forma de indicar greve pelos próximos dias.

Fonte: Com informações do G1. PI

###

Sem comentários:

Enviar um comentário