24.10.16

Ex-procurador-geral do MP-PI é preso pelo Gaeco em THE

Operação tem como base auditoria do CNMP, que apontou o desvio de dinheiro público

Foto: Reprodução
O ex-procurador-geral do Ministério Público do Piauí Emir Martins Filho foi preso no início desta manhã, em Teresina, durante operação deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO). Ele é investigado por crimes praticados quando geriu o MP-PI entre os anos de 2004 e 2008, e as suspeitas são de que pelo menos R$ 8 milhões tenham sido desviados dos cofres públicos.
Em comunicado emitido pelo Núcleo de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal, que também atua nos trabalhos desta manhã de segunda-feira (24/10), a operação tem como base o relatório de Processo de Controle Administrativo elaborado em 2010 pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).
Pesam contra os investigados na operação as acusações de prática dos crimes de peculato, corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha. O referido relatório apontou que auditoria realizada na folha de pagamentos dos servidores públicos do MPPI identificou desvio de dinheiro público no período de gestão de Emir Martins Filho.
Emir Martins, que já está aposentado, foi preso em seu veículo, próximo ao Parque Zoobotânico, na zona Leste. Segundo a PRF, ele levava uma mala com roupas e outros pertences pessoais, o que, para o Gaeco, indicia uma tentativa de "se subtrair da atuação" da operação. Em sua residência foram cumpridos mandados de busca e apreensão. Foram confirmadas também as prisões de Maria da Gloria, ex-mulher do ex-procurador, e de Tiago Sauders Martins e Susyane Araújo Lima Sauders Martins, respectivamente filho e nora de Emir, supostos envolvidos e beneficiados nas práticas criminosas apontadas pelo CNMP. Continue lendo!
Fonte: 180graus

Sem comentários:

Enviar um comentário