2.11.16

Dia de Finados – Saudades de minha mãe

Homenagem ao dia de Finados


Sempre admirei minha mãe, uma mulher nordestina franzina, ainda muito jovem perdia seu companheiro, costureira, guerreira, sempre muito preocupada com o futuro dos filhos. Mãe Antônia era o meu maior tesouro, talvez por isto, sempre me perguntava como seria viver sem ela?! Até que o dia de partida chegou; 11.06.2003. Lembro-me de minha mãe sempre com muitas saudades.

Versão de Eloá Ester

Hoje eu pensei em você com saudades e meu coração se encheu de tristeza, e fez as lágrimas transbordarem pelos meus olhos. Mas não há nenhuma novidade nisso, porque eu pensei em você ontem, e anteontem, e todos os dias desde que você se foi. Sua falta aperta tanto o coração que a saudade escorre pelos olhos, penso em você em silêncio e às vezes chego a chamar seu nome, mãe sua lembrança continua viva dentro de mim, eternizada em meu coração. Ah mãe, como eu queria que estivesse aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário